Os 5 tipos de Aplicativos e Sites Web e Mobile

Ora ora. Nem todo URL que você digita no navegador é um site. Quem diria?



Com a chegada da Internet mudamos a forma com a qual acessamos informações. De jornais e revistas migramos para websites.

O principal objetivo de um website sempre foi entregar conteúdo e informações. Os sites eram estáticos com texto e imagens, e de acesso público para quem quisesse entrar a qualquer momento.

E o motivo pelo qual esses sites eram chamados de estáticos é porquê para qualquer acesso, o conteúdo mostrado era sempre o mesmo.

Surgiram, então, os aplicativos: são como sites, mas com foco muito maior na interação do usuário, e não somente na exibição de conteúdo.


O que diferencia sites de aplicativos?

– Interação do Usuário

Os websites estão na internet para nos suprir com informações. O máximo de interação com o usuário é a navegação entre páginas, ou enviar uma mensagem ao proprietário do site.

Veja, por exemplo, o site e o aplicativo de configuração “monte seu carro”, da Land Rover. O site mostra os diferentes modelos de carros e suas especificações, e o aplicativo permite ao usuário escolher diferentes acessórios e cores para o carro, e ver o resultado em tempo real.

Exemplo de site mostrando diferentes modelos de carros
Aplicativo de configuração do carro
– Aplicativos são utilitários

Aplicativos são feitos para resolver um problema. Veja, por exemplos, aplicativos como redes sociais (Facebook, Twitter), de comunicação (Gmail, Slack), de vendas (Mercadolivre, OLX), Marketplaces (AirBNB, Uber), e outras.

Imagine o site de um restaurante, com opções de cardápio, fotos dos pratos, promoções do dia, fotos do ambiente e endereço no mapa. Isso é um site.

Mas se o site tiver uma seção “Peça Online”, que te permite fazer um pedido, efetuar o pagamento, integrar com o sistema interno deles para que eles preparem e enviem a comida, então é um aplicativo.


1. Websites

Um Website é um grupo de páginas sob um só domínio (ex.: www.semcodar.com.br, e outros blogs), com pouca interação com o usuário, para exibir conteúdo.

Para que se utilizam websites?

Se você quer publicar um portifólio de produtos, um blog, um catálogo, ou informações sobre você ou sua empresa, então provavelmente você só precisa de um Website.

Ferramentas para criação de websites (todas sem código, e sem precisar saber programação)

O Website é fácil de manter, e existem dezenas de criadores de websites fáceis e intuitivos de se utilizar. Os principais são WordPress e Wix.

wix-site-adi-interface
Editor de Sites do Wix

O Wix é mais simples e visual, e pode ser um excelente primeiro passo para você criar seu site.

Painel de Controle do WordPress

O WordPress é a mais popular ferramenta de criação de sites na internet, e embora tenha uma curva de aprendizado um pouco maior, também permite instalação de plugins e personalizações que agregam várias funcionalidades ao site.

As melhores ferramentas são:

  • Wix
  • WordPress
  • Weebly
  • Squarespace
  • Sitebuilder
  • Webflow

2. Aplicativos Web

Web Apps (ou aplicativos web) permitem engajamento muito maior com o usuário, principalmente em banco de dados. Os dados fluem nos dois sentidos: o servidor envia dados para que o usuário visualize, mas o usuário também pode inserir novos dados.

São exemplos de aplicativos Web quando você acessa pelo navegador: as redes sociais (Facebook, Twitter), AirBNB, Quora, Pipedrive, Gmail, Slack, Youtube, Spotify, dentre milhões de outros.

Para que servem os Web Apps (Aplicativos Web)?

Se você quer que o seu usuário possa se cadastrar e fazer login, visualizar conteúdo, criar conteúdo, editar, excluir, e que tenha uma experiência personalizada e diferente para cada usuário, então você vai querer criar um aplicativo web.

Ferramentas para criação de Web Apps (sem código e sem programação)

  • Bubble
  • Wappler

Pessoalmente, uso o Bubble, simplesmente a mais poderosa ferramenta que já conheci para criação de aplicativos Web.

Editor do Bubble

O Wappler é mais novo, e ainda não o testei o bastante para emitir uma opinião. Fique antenado aqui no Blog e logo farei uma avaliação.

wappler api tools
Editor do Wappler

3. Mobile Apps Básicos

Os Mobile Apps, são nativos, ou seja, aqueles que você pode baixar na App Store (iOS) ou Play Store (Android).

No entanto, apesar de terem esse nome (“Apps”), mais se assemelham aos sites do que aos aplicativos, pois são limitados em apenas exibir conteúdo, e os dados só fluem em um sentido: do servidor pro usuário, ou seja, o usuário não interage com os dados, só visualiza.

Os Mobile Apps Básicos te permitem criar, por exemplo, aplicativos de:

  • Jornal / notícias;
  • Catálogo de eventos;
  • Cardápio de restaurante;
  • Catálogo de produtos;
  • Guias locais;
  • Revista digital;
  • Campanha política;
  • Estoque de carros;
  • E muitos outros.

Ferramentas para criar Mobile Apps Básicos (sem programação e sem código)

Há uma oferta enorme de ferramentas para criar do zero um app básico Android e iOS:

  • GoodBarber
  • ShoutEm
  • Fábrica de Aplicativos
  • Mobile Roadie
  • Appmark
  • Appy Pie
  • AppInstitute
  • Swiftic
Editor de Apps do GoodBarber

4. Mobile Apps Avançados

Os Mobile Apps Avançados também são nativos (podem ser baixados nas App e Play Store), mas já são similares ao Aplicativos Web, ou seja, tem foco na interação do usuário, e permitem autenticação, edição de dados, e muito mais.

Ferramentas para criar Mobile Apps Avançados (sem código e sem programação)

As melhores ferramentas para criar um aplicativo mobile avançado são derivadas do MIT App Inventor, uma ferramenta criada em 2010 no MIT, que introduziu o conceito de programação visual, ou seja, conseguir criar ações com base em lógica e componentes visuais, e não em texto e código.

Hoje, existem 2 ferramentas derivadas do MIT App Inventor, o Kodular e o Thunkable. O Kodular é gratuito (cobrando apenas uma participação quando você monetizar seu app), e o Thunkable tem um plano gratuito mas as funcionalidades avançadas são pagas.

No entanto, ainda assim eu prefiro o Thunkable por um simples motivo: ele é o único que permite lançar para o iOS. As outras ferramentas só servem para Android.

Editor do Thunkable

E, como meu objetivo aqui é te ensinar a desenvolver um aplicativo sob medida para você com o mínimo de esforço e conhecimento, naturalmente acabo por preferir o Thunkable, pois simplesmente não acho que podemos abrir mão de disponibilizar um App para o iOS:

  • Thunkable (pago, porém para Android e iOS)
  • Kodular (gratuito, mas só Android)
  • MIT App Inventor (gratuito, mas só Android)

5. Portais de Banco de Dados

Existe um modelo de aplicativo que vale a pena citar aqui por sua simplicidade, são os Portais de Bancos de Dados.

Na prática, é uma mistura de aplicativo com planilha online. Ou seja, são ferramentas que te permitem criar campos e formulários para inserir dados numa planilha, e depois você consegue inserir formas de visualizar os dados, tudo isso sem código.

Fiz questão de colocar esse tipo de aplicativo aqui pois, dependendo do uso, pode se tornar interessante para você.

Por exemplo, vamos dizer que você precisa de um CRM para uso interno em sua empresa.

Você pode criar toda a solução com o AirTable, utilizando uma planilha com os dados e personalizando as formas de visualização e edição dos dados:

Ferramentas para criar Portais de Bancos de Dados

A principal ferramenta é o Airtable, que possui um plano gratuito, com funcionalidades pagas.

  • Airtable
  • Appsheet
  • Knack

Resumindo…

 WebsiteAplicativo WebMobile App BásicoMobile App AvançadoPortal de Banco de Dados
ObjetivoVisualizarInteração com UsuárioVisualizarInteração com UsuárioInteração com Usuário
Interação com UsuárioSomente LeituraLer e Modificar DadosSomente LeituraLer e Modificar DadosLer e Modificar Dados
AutenticaçãoGeralmente nãoCadastro e PermissõesGeralmente nãoCadastro e PermissõesCadastro
Disponível App StoresNãoNãoSimSimNão

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Quer aprender mais sobre Desenvolvimento Visual de Aplicativos (No-Code)?

1

Comece por essa Masterclass Gratuita, uma aula gratuita onde você irá aprender tudo sobre o que é programação visual, desenvolvimento sem código, quais as melhores ferramentas, o que é possível criar, e muito mais. Clique no botão abaixo para acessar essa aula 100% online e 100% gratuita:

2

Me siga no YouTube para receber toda semana novos vídeos ensinando tudo sobre desenvolvimento visual de aplicativos e No-Code.

3

Inscreva-se na Comunidade Sem Codar, um curso online com centenas de aulas passo-a-passo do zero, e ganhe acesso ao grupo exclusivo dos membros para tirar dúvidas sobre Bubble, AppGyver e desenvolvimento No-Code:

Posts relacionados